A Culpa é das Estrelas - Resenha

A Culpa é das Estrelas
John Green
Tradutora: Renata Pettengill
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
ISBN: 9788580572261
Publicação: 2012
Preço de Catálogo: R$ 29,90
Nota: ★ 
Compre:   









Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.


"Some infinites are bigger than other infinites."

Hazel Grace têm câncer desde os 13 anos de idade, é uma paciente terminal e por conta da medicina, seu tumor está encolhendo, o que aumenta a sua sobrevida em alguns anos. Hazel está consciente de sua situação e ainda assim segue sua vida, até que conhece Augustus Waters no grupo de apoio que sua mãe lhe forçara a ir. Junto dele, Hazel viverá grandes histórias que jamais pensou viver.

Hazel – definitivamente – é uma das minhas personagens preferidas. Ela tem a personalidade forte, mas ao mesmo tempo, se acha uma bomba, um efeito colateral. Hazel demora a ceder aos encantos de Gus, por achar-se uma bomba que explodirá a qualquer momento.

Augustus Waters (Gus), no entanto, é o tipo de personagem que todos gostam. John Green o criou muito “perfeitinho”, o que acho que, às vezes, isso pode forçar um pouco. Gus é um sobrevivente do Câncer, e devido ao seu tratamento, não têm uma perna e usa uma prótese.

Com o decorrer da narrativa, Hazel e Gus se aproximam gradativamente e ao mesmo tempo em que eles têm bastantes coisas em comum, têm lá suas diferenças.

O livro é carregado de histórias felizes, tristes, aventureiras, românticas, etc. John Green, apesar de ter escolhido uma temática pesada, conseguiu desenvolver o livro de forma doce e suave. A leitura é rápida, por ser um livro YA (Young Adult), possui uma escrita bem favorável.

Opinião pessoal: este livro marcou muito o meu final de ano. Nós pensamos que essas coisas nunca acontecerão com a gente, ou com pessoas ao nosso redor, mas acreditem, ela está ao nosso lado e nós não a percebemos. Durante minha leitura, me emocionei bastante, pois conseguia imaginar o que meu avô está passando. Meu avô está com câncer na Bexiga e apesar de ter sido descoberto no início, o tratamento é bastante doloroso para um idoso. Não quero dizer que só quem passou ou viu isso irá sentir o que o livro quer transmitir, mas que – geralmente – tem um efeito maior.

Indico o livro, pois ao final, você terá uma nova percepção do que é a vida e irá querer aproveitá-la ao máximo.


Espero que tenham gostado! Não se esqueçam de compartilhar e comentar. Se você também curte livros, curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e se Inscreva no blog.

4 comentários:

  1. Adorei a sua resenha. E realmente, esse livro faz qualquer um que o leia se emocionar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Jessica!! Concordo, todos se emocionam.

      Excluir
  2. Bom... acho que sou uma das poucas pessoas que não leram esse livro.Mas sou muito curiosa, esperando ganhar um dinheiro pra poder comprar ou quem sabe ganhar de alguém,adorei a resenha.Ansioso pelo filme??
    d-a-r-k-paradise.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério, Raissa? Tem que ler! E obrigado por gostar da resenha, isso é muito importante para mim. E sim, muito ansioso! Mas não estou criando muitas expectativas, pois você sabe como são as adaptações, né? Hahaha. Abraço.

      Excluir